Como fazer backup do WordPress

Você quer aprender sobre como fazer backup do WordPress? Se sim, este artigo pode te ajudar a entender o processo e também como executar o procedimento de backup.

Sem dúvida, backup é uma parte importante para quem administra sites e por isso, você precisa prestar aos detalhes na hora de criar um backup do WordPress.

Neste artigo, você irá conhecer melhor o processo de backup e também conhecer mais a parte técnica do seu site. Esse processo envolve o backup do banco de dados MySQL, bem como dos arquivos do site.

Vou também te ensinar dois métodos para criação de backup no WordPress: o método manual e o método automatizado.

No método manual, você precisará ter algum conhecimento técnico e também acesso a interface do cPanel (ou similar) do seu servidor de hospedagem.

Já no método automatizado, você poderá trabalhar com plugins e ferramentas que poderão automatizar a cópia do seu site. 

Como você verá, ambos os métodos possuem prós e contras. Para meus alunos do WpSamurai, eu sempre indico o processo manual por ter mais controle sobre o backup e não ficar dependente de nenhuma ferramenta.

No entanto, algumas ferramentas podem causar falhas durante o processo de backup e também de restauração. Por isso, indicamos que você utilize o método manual para criação dos seus backups.

O que é o backup do WordPress?

Um backup é uma cópia dos dados importantes do seu site.  Eles devem ser armazenados em um local seguro e diferente de onde está seu site. O motivo é claro: caso aconteça algo com o armazenamento do seu site, é mais seguro que o backup do WordPress esteja em um local diferente e seguro.

Dependendo da frequência com que os dados são alterados, da importância e do tempo necessário para o backup, determina com que frequência o backup é feito.

Hoje, existem várias maneiras de fazer backup de suas informações e mídias para manter seus dados. Por exemplo, você pode utilizar pen drives, unidades externas e também pode contratar um serviço para armazenar seus backups do WordPress na nuvem.

Por que backups do WordPress são importantes?

Ter backups dos seus sites é importante para que você tenha segurança e consistência do seu ativo digital.

Infelizmente, algumas vezes há casos em que os dados podem ser apagados ou corrompidos devido a atualizações ou ajustes em seu site.

Também entra na equação atualizações internas do seu servidor de hospedagem, com as quais não temos controle. Por exemplo: atualização do Apache, atualização das variáveis de sistema, medidas de segurança quanto a interação entre arquivos e outros pontos.

No entanto, se você fez backup dos seus dados, não há nada a temer.

O site pode ser restaurado para o backup mais recente, e com segurança de que seus dados serão mantidos. No entanto, se não for feito o backup dos dados, eles serão apagados ou permanecerão corrompidos.

O que precisa ser feito backup no WordPress

Deve ser feito uma cópia de segurança de tudo o que é pertinente ao site.

Num projeto de WordPress, podemos considerar dois componentes básicos: o código do WordPress onde você encontra todos os arquivos do núcleo do WordPress, e também o código responsável pelo funcionamento de plugins e temas.

E a parte do banco de dados, onde você armazena todas as informações do seu site, como artigos, páginas, e meta-informações.

Os dois métodos ensinados dentro deste artigo abrangem ambos os componentes.

Em qual frequência devo criar backups do WordPress? 

Não existe uma resposta genérica para esta pergunta.

No entanto, antes de decidir qual é a frequência ideal, é necessário entender qual é a frequência de atualização do seu site.

Se seu site é atualizado todos os dias, você deve considerar que um backup diário é a solução ideal para minimizar as perdas caso seu venha sofrer alguma dificuldade técnica.

Agora, se seu site raramente é atualizado, talvez você possa decidir entre backups semanais ou mensais.

Criando backup do WordPress sem plugins (manual)

Neste método, você será capaz de criar backups manualmente do seu site em WordPress. O que você precisará é de ter acesso ao cPanel (ou outra plataforma de gerenciamento de sua hospedagem).

No vídeo abaixo, eu explico como fazer o backup manual.

Acessando o cPanel

O cPanel é um painel de controle que a maioria das hospedagens de sites utilizam. Através do cPanel, é possível gerenciar e administrar o serviço prestado pelo seu serviço de hospedagem e também configurar a maioria das suas funcionalidades.

Você precisará clicar na funcionalidade backup.

Selecione a opção backup.

Nesta tela, você poderá selecionar quais componentes você quer fazer o backup do seu site. 

Na área “Backups parciais”, escolha o Diretório Inicial da sua aplicação.

Você irá baixar um arquivo com a extensão “tar.gz”. Trata-se de um arquivo compactado. Guarde-o em um local seguro.

Na parte “Baixar backup de um banco de dados MySql”, escolha o banco de dados utilizado.

Você receberá um arquivo com a extensão “.sql.gz”. Trata-se de um arquivo com instruções SQL, só que compactado. Guarde-o em um local seguro.

Neste ponto, você terá o backup completo do seu site em WordPress.

Como restaurar backup feito manualmente

Esta é a fase de restauração do backup. Você também pode utilizar o procedimento de restauração do backup para testar a eficiência do seu backup.

No vídeo abaixo eu explico passo a passo como restaurar backups do WordPress

Acessando o cPanel

Para restaurar o backup do WordPress, você precisará acessar o cPanel da hospedagem de destino.

Após acessar, clique na parte de backups. Você encontrará uma tela similar a de baixo:

Na área “Restaurar um backup de diretório inicial”, clique na botão “browse…” e selecione o arquivo correspondente ao backup do “Diretório Inicial”.

Logo após, na área “Restaurar um backup de banco de dados MySQL”, clique em “Browse…”, e selecione o arquivo correspondente ao backup do banco de dados.

Após isso, você terá restaurado o backup do WordPress e também do banco de dados.

Configurando o usuário da aplicação do banco de dados

Você precisará criar um usuário para que seu WordPress consiga se comunicar com o banco de dados da sua aplicação.

Para isso, acesse a parte de banco de dados, e crie um usuário do banco de dados.

Você precisará informar um usuário e senha. Essas informações serão necessárias posteriormente, portanto, guarde-as em um bloco de notas ou em algum outro local.

Imagem do formulário para criar usuário de banco de dados para restauração do banco de dados.
Imagem do formulário para criar usuário do MySQL

Após criar o usuário, você precisará vincular seu novo usuário ao banco e também atribuir permissões.

Para isso, acesse o “Adicionar usuário ao banco de dados” e associe corretamente o banco de dados ao novo usuário.

Formulário para adicionar o usuário ao banco restaurado.
Formulário para associar o usuário ao banco de dados do backup recém restaurado

Você também receberá esta tela, onde você precisará atribuir quais permissões você precisará.

Alterando o arquivo de configuração

Você precisará fazer uma pequena modificação no seu wp-config.php.

Para isso, informe corretamente as informações de usuário e senha que você anotou no passo anterior.

No campo “DB_NAME”, adicione o valor do nome do banco. Normalmente, não alteramos este nome, portanto, senão houve alteração no nome do banco de dados, deixe este valor com as informações originais

No campo “DB_USER”, adicione o nome do usuário que cadastrarmos anteriormente.

No campo “DB_PASSWORD”, adicione a senha do banco previamente cadastrada.

Salve as configurações.

Conclusão

Primeiramente, o backup do WordPress é um processo de criação e armazenamento de cópias de dados que podem ser usados para proteger seu ativo digital contra a perda de dados.

Já a recuperação de um backup normalmente envolve restaurar os dados para o local original, ou para um local alternativo onde ele pode ser usado no lugar dos dados perdidos ou danificados.

Com seu backup do WordPress, você terá muito mais segurança em manter seu negócio online.

Quer aprender passo a passo a desenvolver sites profissionais?

Veja nossas vídeo-aulas do extremo básico ao profissional avançado!